quinta-feira, novembro 21

TODAS AS RELIGIÕES TÊM A MESMA ORIGEM








A verdadeira missão da religião é ser como uma lanterna a iluminar o caminho, guiando-nos em direção à Kami. Este caminho está repleto dos mais variados tipos e cores de lanternas que representam as diferentes religiões cujos mensageiros surgiram cada qual em épocas e lugares diferentes com o propósito de guiar as pessoas. 

Nas suas épocas as religiões sofreram perseguições e pressões de todos os tipos. Podemos mesmo dizer que esse é o destino de toda nova religião. Apesar disso, com fôlego renovado, expandiram-se vigorosamente passando por épocas de grandes conquistas. 

Porém com o tempo, a maioria das religiões tende a estacionar sem dúvida alguma, entrando em decadência por não conseguirem acompanhar a marcha do tempo, deixando de cumprir com o seu propósito original, que é dar orientações no sentido de melhorar cada vez mais a vida das pessoas.

Com a intenção de nos guiar no caminho certo, Kami sempre providenciou várias lanternas no caminho da humanidade, de modo a não nos perdermos da direção. Pois é impossível a uma única lanterna iluminar todo o caminho. 

Onisaburo Deguchi ensinou que "todas as religiões têm uma origem comum", que é Kami e defendeu que a mais nobre causa a se realizar era o ideal da paz mundial, erradicando as guerras, os males sociais e criando um mundo ideal no qual todos os seres vivos coexistam alegre e harmoniosamente; incluindo todos os grupos de pessoas, pássaros, animais, plantas e árvores, e removendo as hostilidades fundamentais entre as religiões e as raças.

Onisaburo Deguchi escreveu:
Nós não acreditamos como fazem muitas religiões estabelecidas, que nas palavras de nossa fundadora temos a única verdade religiosa. Na Oomoto nós não vendamos e destruímos as almas vivas das pessoas envolvendo-as com as redes e barras de aço de doutrinas, escrituras, rituais e catecismos. Como resultado, cristãos, budistas e adeptos de outras crenças do mundo todo vêm à Oomoto e trabalhamos todos juntos para cultivar nossa espiritualidade e descobrir princípios religiosos em harmonia com nosso tempo.
Ao longo de décadas de envolvimento em atividades inter-religiosas, a Oomoto tem desenvolvido "Ferramentas de cooperação", que ajudam as religiões a transcender as barreiras criadas pelas doutrinas e diferenças culturais.


Dentre estas ferramentas, a adoração conjunta, é talvez a mais poderosa de todos os meios de integração religiosa. Orar juntos é um momento em que os participantes compartilham o sentimento de se dirigirem ao mesmo Deus e de que "todas as religiões têm uma só origem".

A Oomoto já realizou cerimônias em conjunto com Episcopais, Católicos, Xintoístas, Budistas, Hinduístas, Muçulmanos, Tradições Indígenas, com índios americanos e muitos outros. Às vezes, a adoração segue a forma de cerimônias da Oomoto, em outras vezes a cerimônia cristã ou os de outras religiões.

Uma das formas mais marcantes de adoração conjunta na Oomoto é a antiga tradição do Utamatsuri ou Festival de poemas, onde poemas escritos são escritos em placas coloridas e colocados em um altar com um antigo poema que pede a remoção de todas as barreiras entre os povos. Nesta cerimônia os adeptos de diferentes religiões com seus poemas e preces escritos são colocados no altar em prol da paz mundial.


Acima de tudo, os homens são por natureza membros de uma única família e poderão encontrar no fundo de suas almas este sentimento fundamental se o buscarem. Mas apesar disso, tem havido mudança nas condições sociais do mundo, cada vez mais para pior e a moral tem se tornado desonesta, e os homens deixado seus corações endurecido para a fraternidade. 

Se o mundo seguir neste caminho, o futuro certamente nos dará uma lição muito dura. Assim, de modo a escapar desta calamidade, devemos superar as barreiras das diferenças de raça, nacionalidade e especialmente de religião.

Referências
Bankyo Dokon. Oomoto do Brasil. Disponível em:<http://oomoto.tryte.com.br/BankyoDokon/br/bankyo_dokon.html> Acesso em: 01 jun. 2013.
MACPHEE, Linda. How Bankyo Dokon changed one life. Oomoto do Japão. Disponível em: <http://www.oomoto.or.jp/English/enVisitor/enLinda01.html> Acesso em: 01jun. 2013.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...